Backup no Azure

BACKUP NO AZURE

O Backup do Azure fornece uma alternativa atraente às fitas, com economias de custo significativas, tempos de recuperação mais curtos e até 99 anos de retenção. Os dados de backup são armazenados e replicados geograficamente que mantém cópias dos seus dados em outros data centers do Azure, a nuvem da Microsoft.

E se você perdesse todos os dados da sua empresa? Você não quer passar por isso, certo?

Os arquivos do seu computador ou servidor podem sofrer desastres naturais ou mesmo se perder por completo por conta de vírus, piques de energia, problemas de hardware, falhas físicas ou humanas. O Backup do Azure garante que você recupere seus dados com integridade, mantendo as mesmas configurações, bancos de dados e arquivos de usuários

Se para uma pessoa física perder os dados de seu computador já é um grande transtorno, imagine para uma empresa, em que perder dados de clientes, ou mesmo dos próprios funcionários, resulta em dias de trabalho desperdiçado.

O Backup do Azure é uma solução escalonável (ou seja, você utiliza e paga somente pelo que precisa usar), com investimento zero de capital e baixos gastos operacionais que ajudarão sua empresa quando mais você precisar. Seus dados ficam protegidos com a segurança e com 99,9% de disponibilidade de serviço.

Podemos reduzir em até 70% os seus custos com backup, incluindo o Serviço Gerenciado que te oferece tranquilidade operacional total.

Outros benefícios:

  • Sem manutenção de unidade de backup;
  • Restore das informações em qualquer servidor e muito mais rápido;
  • Reposição rápida em caso de perda.

Por que migrar para a nuvem?

  • Economia: Modelo de preços flexível, baseado no consumo. Reinvestimento do recurso financeiro destinado para CAPEX. Aumento no indicador de ROIC;
  • Elasticidade: Possibilita ampliar o uso da infraestrutura de TI e depois retroceder de acordo com a sua necessidade atual;
  • Agilidade: Provisione nova infraestrutura em minutos em vez de em dias, semanas ou meses;
  • Gerenciamento simplificado e disponibilidade garantida de 99,9%;
  • Atualização tecnológica sem investimento: Infraestrutura sempre atualizada (não deprecia);
  • Plataforma segura e durável com auditorias e certificações reconhecidas pelo setor.

Em cloud computing, a pergunta deixou de ser “devo migrar para a nuvem?” e tornou-se “quando e qual a melhor maneira de migrar?

Estudos do Gartner apontam que em 2017 os investimentos das empresas brasileiras em Cloud devem chegar a US$ 4,5 bilhões, e até 2020 devem atingir US$ 20 bilhões. A nuvem será uma escolha natural de mais de 50% dos empresários ao redor do mundo.

A Forrester Research estima que o mercado global de nuvem está se expandindo a uma taxa de crescimento anual de 22% e deverá atingir US$ 146 bilhões até o final de 2017.  E as previsões são as de que atinja US$ 236 bilhões até 2020. IaaS e PaaS devem ser um mercado de US$ 32 bilhões em 2017, crescendo 35% ao ano.

Um outro levantamento de 2017, dessa vez realizado pela IDC afirma que, até 2020, 67% da infraestrutura e software de uma empresa serão voltados para ofertas baseadas em tecnologias de Nuvem.

Por que o Azure?

  • 85% das empresas Fortune 500 usam. São mais de 120.000 assinaturas por mês;
  • São mais de US$15 bilhões investidos em geo-expansão para executar aplicativos e garantir que os clientes sempre obtenham um excelente desempenho;
  • IaaS + PaaS: Única plataforma de nuvem classificada pelo Gartner como líder da indústria tanto para IaaS (Infraestrutura como um Serviço) e PaaS (Plataforma como um Serviço);
  • Habilitado para criações híbridas: Oferece o melhor de dois mundos, nuvem pública e privada, expandindo suas opções de TI sem elevar a complexidade;
  • Aberto e flexível: O Azure dá suporte a qualquer sistema operacional, idioma, ferramenta e estrutura, desde o Windows até o Linux, do SQL Server ao Oracle e do C# ao Java;
  • Econômico e dimensionável: Pode ser dimensionado ou reduzido rapidamente para acompanhar a demanda, por isso você somente paga pelo que usar;
  • Está em todo lugar: É executado em 22 regiões do mundo, mais países e regiões do que os do Amazon Web Services e Google Cloud combinados. Está disponível em 140 países, incluindo a China;
  • Segurança: A Microsoft foi o primeiro provedor de nuvem reconhecido pelas autoridades de proteção de dados da União Europeia. A primeira que adotou o novo padrão de privacidade de nuvem internacional, ISO 27018. Lançou também o Azure Government, uma versão autônoma do Azure projetada para atender as exigências rigorosas de conformidades das agências públicas do EUA.