Capex e Opex são termos distintos que se referem a tipos de despesas que uma empresa pode ter e estão relacionados à viabilidade econômica.

O primeiro, Capex, diz respeito às despesas de capital, ou seja, aos gastos maiores que uma companhia tem, que só podem ser recuperados pela depreciação. Já o segundo, Opex, significa aqueles gastos do dia a dia e tudo que pode ser necessário desembolsar para que uma organização mantenha-se operante.

Capex e Opex, especialmente em tecnologia, são conceitos que devem ser compreendidos muito bem porque fazem a diferença em como sua empresa processa gastos e consequentemente gera lucros.

No artigo de hoje, você vai entender o papel desses dois modelos na TI e descobrir como cada um deles impacta a sua empresa. Vamos lá?

 

Qual a diferença entre Capex e Opex quando o assunto é tecnologia?

Na hora de falar de investimentos em tecnologia, entender a distinção entre Capex e Opex pode salvar muito dinheiro para o seu negócio. Empresas que compram seus próprios servidores, software e unidades de armazenamento estão incorrendo em gastos de capital, enquanto empresas que utilizam serviços em nuvem fazem gastos operacionais.

Você deve estar se perguntando se há alguma vantagem em optar pela segunda modalidade em termos de custo-benefício e o que vai perceber rapidamente é que sim. Opex pode levar a um melhor ROI para as empresas porque tem custos de capital menores, mais baixo TCO (custo total de propriedade) e maior flexibilidade.

Opex ainda terceiriza a responsabilidade pelo funcionamento do seu hardware e software, o que pode economizar muito para a sua empresa no longo prazo. Qualquer falha pode ser resolvida pelo parceiro e, em última instância, trocar de fornecedor é menos complicado do que substituir todos os seus equipamentos. Por essas e outras, a indústria de tecnologia tem migrado para Opex nos últimos anos.

 

Qual o impacto do Opex no ROI?

O principal impacto que torna Opex vantajoso é no ROI, ou retorno sobre investimento, das empresas. Enquanto há um engano comum de se achar que em Opex o custo é apenas dividido ao longo dos anos — mas é exatamente igual o que se tem com uma despesa Capex —, o que acontece na realidade é muito diferente. Há uma chamada economia de escala que favorece os retornos obtidos pelo negócio.

Se você fosse o único a utilizar servidores e outros serviços em nuvem, talvez seria improvável conseguir descontos e um preço mais baixo com o passar do tempo, mas este não é o caso. O que acontece é que essas funcionalidades tendem a ficar mais baratas conforme o tempo passa e usar mais espaço torna-se menos oneroso.

Um único vendedor pode oferecer economias de escala porque tem tantos clientes quanto você que utilizam soluções similares. E, por isso, Opex se torna uma grande vantagem.

Outro fator frequentemente desconsiderado é o custo que despesas Capex ocasionam de uma só vez para um negócio. Comprar servidores e manter um datacenter não é uma tarefa fácil e vai gerar custos operacionais, como a manutenção de energia. Por outro lado, uma despesa Opex jamais gera despesas Capex.

 

Qual a melhor estratégia para a área de TI?

Por esses motivos que já citamos, Opex é mais vantajoso para a sua TI do que Capex nos tempos atuais. A modalidade libera fundos para que você possa investir no seu negócio principal e permite que a sua empresa opere com eficiência durante todo o tempo, sem se prejudicar.

Com menos dinheiro sendo investido em infraestrutura, mais pode ser colocado no seu core business.

Capex e Opex fazem toda a diferença no balanço da sua empresa. Se você gostou de conhecer melhor estes termos, assine nossa newsletter e fique por dentro de outras particularidades do universo da TI!

Comentários

comentários