Gestão de TI

4 cases do uso de Big Data no Brasil que você tem que conhecer

uso de big data

Uma década atrás, uma empresa que quisesse desvendar o comportamento do seu consumidor deveria contratar uma consultoria em pesquisas de mercado para coletar dados, o que muitas vezes era feito somente uma ou duas vezes no ano.

Porém, essa realidade ficou para trás. O consumidor de hoje, mais exigente e conectado, está fornecendo informações constantemente pela web, gerando um montante de dados nunca visto antes na história.

E a análise desses dados é o que chamamos de Big Data, uma ferramenta que permite às empresas compreender e mapear plenamente quem é e como se comporta seu cliente. Seu principal objetivo é otimizar seus planos de negócios.

O Big Data pode parecer novo, mas essa já é uma realidade para empresas de todos os portes no Brasil. E para que você entenda como essa ferramenta pode ajudar um negócio a crescer, listamos abaixo 4 cases de sucesso do uso de Big Data em empresas brasileiras! Acompanhe conosco.

1. Maplink

A Maplink é uma empresa brasileira especializada na digitalização de mapas. Nos últimos anos, ela passou a utilizar um software de rastreamento por satélite para cruzar os dados oriundos de mais de 400 mil carros de São Paulo. E o que é melhor: tudo em tempo real.

Esse trabalho permitiu à empresa realizar um diagnóstico com precisão apurada do trânsito da cidade, apontando os pontos de lentidão, além de possíveis alternativas e rotas de fuga.

2. Precifica

De fato, o consumo por e-commerce no Brasil aumentou. E diante este cenário, permitiu à Precifica, empresa de precificação inteligente, criar uma solução para os donos de lojas online. O objetivo é alterar os preços dos seus produtos automaticamente, de acordo com as oscilações no mercado.

Isso tudo por meio da coleta de dados de compras dos consumidores. Principalmente pela internet nos mais variados segmentos de mercado. Além disso, a Precifica também monitora o valor dos fretes, para auxiliar as lojas virtuais a determinar a melhor política de remessas.

3. Ministério da Justiça

E quem pensa que o setor público fica para trás nessa, está bem enganado. O Ministério da Justiça usa um supercomputador da IBM para coletar as informações. O Watson, como o sistema é chamado, consegue processar os dados em frações de segundos.

O MJ já possui mais de 1 bilhão de registros com o objetivo de identificar indícios de ações ilícitas. E, principalmente, àquelas ligadas à lavagem de dinheiro.

4. Telebras

A Telebras, a maior empresa pública de telecom do Brasil, também adotou o Big Data. O objetivo é melhorar a utilização das suas redes de telecomunicações por meio do mapeamento das demandas existentes em tempo real.

Assim, a empresa consegue enxergar onde é necessário a construção de novas redes. E, então, enviar para os dispositivos móveis dos seus vendedores os dados de leads altamente qualificados, otimizando o processo de venda.

Enfim, agora que você já conhece alguns casos de sucesso do uso de Big Data no Brasil, é possível enxergar que, seja qual for o segmento, sem dúvidas o uso dessa ferramenta é urgente para qualquer empresa que queira se destacar nesse novo mercado.

Curtiu nosso post? Compartilhe nas suas redes sociais!