Backup no Azure

Qual método de backup reduz o consumo na nuvem?

Não sei se você sabe, mas o consumo de armazenamento e o consumo de rede variam para cada tipo de método de backup.

De fato, para manter o TCO (custo total de propriedade) de backup baixo, você precisa entender como escolher o melhor método.

Completo, Diferencial e Incremental

Completo –  cada cópia contém toda a fonte de dados. Ele consome uma grande quantidade de largura de banda e armazenamento de rede a cada vez que uma cópia de backup é transferida.

Diferencial –  armazena somente os dados que foram alterados desde o backup completo inicial, resultando em uma quantidade menor de consumo de armazenamento e de rede.

Incremental –  armazena somente os blocos de dados que foram alterados desde o backup anterior, com isso a movimentação de dados é menor. Além disso, possibilita a economia com recursos de armazenamento e de rede e reduz o seu TCO.

O Backup na nuvem é seguro?

Todo tráfego de backup de seus servidores e o armazenamento dos seus dados são criptografados. Os dados são enviados por um link HTTPS seguro. Ou seja, somente você, o cliente do Azure, possui a senha para desbloquear esses dados. A Microsoft não pode descriptografar os dados em momento algum.

Depois de estabelecer o seu Backup, só você tem acesso à chave de criptografia. A Microsoft nunca mantém uma cópia da sua chave de criptografia e não tem acesso a ela. Portanto, se a chave for perdida, a Microsoft não poderá recuperar os dados.

Tenho limitação de rede. E agora?

O agente do Backup do Azure fornece limitação de rede. Isso permite controlar como a largura de banda é usada durante a transferência de dados. A limitação pode ser útil se você precisa fazer este processo durante o horário de expediente. Porém, não quer que o processo interfira no outro tráfego de Internet. A limitação da transferência de dados aplica-se a atividades de backup e restauração.

Enfim, quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco!