AzureSegurança

Entenda o cybersecurity do Azure

Manter a empresa segura e com um ambiente de TI confiável é um desafio constante. Ameaças evoluem diariamente, obtendo novas formas de invadir a infraestrutura de empresas para roubo e captura de informações sigilosas. Nesse cenário, um dos passos básicos para otimizar a capacidade de a empresa proteger-se é o investimento em soluções de TI realmente seguras.

E pra quem usa o Azure, isso é um fator crítico. A plataforma de serviços de cloud da Microsoft é conhecida por lidar com um grande fluxo de informações diariamente e, por isso, precisa manter um conjunto de regras sólidas e eficazes.

Entenda como funciona o cybersecurity do Azure. Saiba o impacto que ele causa para a sua empresa em nosso post de hoje!

 

Quais são as bases da segurança digital da Microsoft?

A Microsoft é uma das principais empresas de tecnologia do mundo. Os seus serviços atendem a muitos consumidores, incluindo empresas e grandes órgãos governamentais.

E justamente por isso os serviços da Microsoft são fundamentados em sólidas políticas de segurança digital. Elas contêm um conjunto de regras e recursos utilizados para monitorar, controlar e tornar mais confiável as infraestruturas da Microsoft.

Em outras palavras, o Azure é uma ferramenta criada para integrar rapidamente as últimas soluções de segurança do mercado. Além disso, garante a segurança de seus usuários.

 

Quais são as principais características do cybersecurity do Azure?

Hoje, o cybersecurity do Azure funciona de maneira holística, atingindo todos os endpoints da infraestrutura de cloud computing da empresa. Independentemente do nível de complexidade do ambiente e das soluções utilizadas (como o Office e o SQL Server), esses recursos facilitam a detecção de problemas, rastreamento de vulnerabilidades e controle de recursos disponibilizados para cada usuário.

As políticas de segurança digital utilizadas no Microsoft Azure protegem o serviço fisicamente e digitalmente. Cada data center é gerenciado com uma série de barreiras físicas para evitar ataques. Em conjunto com sistemas de prevenção de desastres naturais, essas estratégias auxiliam a empresa a manter os seus serviços com alta integridade e disponibilidade.

Digitalmente, o Microsoft Azure passa por mudanças diárias para reduzir as chances de dados serem capturados por terceiros. Os investimentos, que ultrapassam a casa de $ 1 bilhão de dólares em pesquisa e desenvolvimento, tornam a proteção contra ataques DDoS, tentativas de phishing e invasões mais eficazes e precisas.

 

A segurança digital é tão importante assim?

Investir em ferramentas de TI realmente seguras é, antes de tudo, investir na competitividade e no sucesso do seu negócio. A segurança digital em ambientes corporativos torna-se cada vez mais importante diante das frequentes falhas e vazamento de dados existentes em serviços de TI. E como sendo impossível filtrar todas as ameaças, o empreendimento deve sempre implementar soluções que tenham uma base de proteção sólida.

E nesse sentido, o cybersecurity do Azure destaca-se como um recurso capaz de fornecer proteção para diferentes perfis de negócio. As estratégias da Microsoft conseguem atender a governos, grandes empresas e até mesmo pessoas comuns, que utilizam os serviços da Microsoft diariamente em busca de mais performance e produtividade.

Não investir nessa área coloca o negócio em uma situação de risco. A companhia pode ser afetada a qualquer momento por um ataque que causará perda de negócios e diminuição nos lucros.

Evitar esse cenário é um trabalho diário, que envolve:

  • a busca por novas soluções de TI;
  • ferramentas de segurança;
  • e políticas de proteção de dados confiáveis.

Assim, o empreendimento consegue reduzir as suas chances de ser afetado e, ao mesmo tempo, ampliam a competitividade da empresa.

Se você quer conhecer mais sobre o cybersecurity do Azure e receber outras postagens do nosso blog, assine já a nossa newsletter!